quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Solidariedade ao sanitarista Cornélio Pimenta Rocha

O engenheiro Cornélio, falecido em 1991, foi o protagonista de um movimento de solidariedade popular. Em uma palestra ele falou sobre a falta de saneamento básico na Asa Norte, ainda em construção, e dos riscos para a saúde da população. Ele era diretor do Departamento de Água e Esgoto. Insatisfeito com a declaração do sanitarista, o então prefeito de Brasília, Ivo Magalhães, o demitiu.

Colegas e amigos protestaram e paralisaram o serviço público exigindo sua recondução ao cargo. O jornal Correio Braziliense, em várias edições do mês de junho de 1963, relata o fato em reportagens. A crise só foi encerrada quando o presidente João Goulart, que estava na China, exigiu que Cornélio voltasse ao cargo.

Um comentário:

  1. Parabéns pela bela matéria sobre a querida Zenaide!

    ResponderExcluir